Causas

Existem muitas causas para a diminuição da produção salivar. Entre elas, as mais comuns são as alterações emocionais e o efeito colateral de certas medicações. Entretanto, várias outras condições ou doenças podem produzir a boca seca. São elas:

Alterações emocionais ou desordens psicológicas. Muito comum nos dias agitados de hoje, onde a violência, a competitividade e a velocidade das informações colaboram para que surjam inúmeras alterações emocionais que acabam por comprometer os padrões salivares. Entre estas alterações, as mais comuns são o Estresse excessivo, Depressão, Ansiedade, Cansaço mental, Desordens afetivas e a má nutrição gerada pela Anorexia e Bulimia. 

Outra causa muito comum para a diminuição da produção de saliva é o efeito colateral de certas medicações. A boca seca é um efeito colateral comum de diversas medicações utilizadas com e sem receita obrigatória. Entre estas medicações, algumas amplamente prescritas e utilizadas nos tempos atuais, temos os antidepressivos, ansiolíticos, antialérgicos, anti-hipertensivos, diuréticos, sedativos, alguns relaxantes musculares e bronco-dilatadores e remédios para tratar a acne, epilepsia, obesidade, diarréia, náusea, desordens psicóticas, incontinência urinária e Mal de Parkinson.

A boca seca também pode ser um efeito colateral de inúmeras doenças: Diabetes Miellitus, Hipertensão arterial, as doenças auto-imunes (Síndrome de Sjögren, Lupus eritematoso sistêmico, Esclerodermia, Esclerose múltipla e Artrite reumatóide), Síndrome de Down, Alcoolismo, Sarcoidose, Tuberculose, AIDS, Hepatite C, Fibrose cística, Paralisia de Bell, Amiloidose, Mal de Parkinson, Mal de Alzheimer, Acidente vascular cerebral e Caxumba.

A boca seca pode também decorrer do efeito colateral de certos tratamentos médicos que podem danificar as glândulas salivares como a Radioterapia de cabeça e pescoço e Quimioterapia, em casos de tratamento do câncer, que podem levar à redução da produção salivar; 

Desidratação: condições que levem à desidratação como a febre, diarréia, vômitos excessivos, sudorese excessiva, perda de sangue ou queimaduras também podem levar à boca seca.

Lesão de nervos: uma lesão de nervo na região de cabeça e pescoço, devido a uma cirurgia ou a um ferimento também pode produzir a secura bucal.

Remoção cirúrgica das glândulas salivares em caso de tumores ou acidentes pode levar à hipossalivação ou até mesmo à assialia.

Estilo de vida: fumantes ou pessoas que costumam mascar tabaco e ainda, usuários de maconha, podem ter uma diminuição na produção salivar.

Envelhecimento: pode ocorrer uma queda na produção salivar nos idosos, que geralmente é agravada pelo efeito colateral das doenças e medicações mencionadas acima.

Baixa ingestão de líquidos: uma ingstão insuficiente de líquidos também pode contribuir tanto para a sensação de boca seca como para a real diminuição dos padrões salivares normais.

Ausência de dentes, que impeçam uma mastigação adequada, pode influir em uma diminuição da salivação.

Finalmente, a respiração bucal e o ronco podem agravar a sensação de boca seca, sem necessariamente ter uma diminuição na produção de saliva. 

Fonte: Boca Seca
Autor: Dr. Maurício Duarte da Conceição

Compreendendo os diferentes aspectos da Boca Seca em
4 mensagens enviadas pelo Dr. Maurício Duarte da Conceição.


Garantia total do sigilo dos seus dados.


Entre em contato

Contato Boca Seca

Nossa comunidade

  • Boca Seca - Twitter

    Twitter

  • Boca Seca - Facebook

    Facebook

  • Boca Seca - Youtube

    Youtube